O Portugal actual... Governado por incompetentes, demagogos, invertidos e mesmo criminosos. Todos subproduto Abrilino. Todos "democratas" da treta cada vez mais ricos num País cada vez mais miserável, imerso na imoralidade e no crime.

17
Jul 09
Numa sessão com militantes da Federação da Área Urbana de Lisboa do PS, de preparação do programa eleitoral dos socialistas, José Sócrates afirmou que os dados oficiais publicados pelo Instituto Nacional de Estatística provam que as "desigualdades e a pobreza" reduziram-se em Portugal na última legislatura e que 120 mil idosos "saíram da pobreza." (Láta tem o gajo, pá. Bem, talvez se refira aqueles idosos que entretanto faleceram, só pode.)


 

******

* “Cada vez que o PS passa pelo Governo a sociedade portuguesa fica com menos pobres e com menores desigualdades sociais porque há melhores políticas sociais no país”, afirmou o secretário-geral, que lembrou que a taxa de pobreza em Portugal era de 20 por cento no início da legislatura, em 2005, mas reduziu-se agora para 18 por cento.

“Na comparação entre os 20 por cento mais ricos e os 20 por cento mais pobres, esse indicador desceu para níveis muito significativos. O nível de 2008 era de 6,1, quando em 2005 era de 6,9. Quer no respeita à pobreza, quer no que respeita às desigualdades, estes números são os menores desde 1995”, apontou o líder do executivo, que sustentou que “esta legislatura traduziu-se numa redução das desigualdades e da pobreza em Portugal. Isto não aconteceu por acaso. Aconteceu porque houve um esforço do Estado ao nível da redistribuição e da justiça social”.

Já “a taxa de pobreza nas pessoas com mais de 65 anos era de 29 por cento em 2004. Neste momento é de 22 por cento, o que significa que houve uma redução de sete por cento. Temos consciência que a acção política deste Governo, com as transferências sociais que foi possível efectuar, retirou da pobreza mais de 120 mil idosos”, advogou o líder socialista.

José Sócrates apelou depois aos eleitores de esquerda que "aprendam a lição da História", em que a fraqueza dos socialistas em eleições ditou sempre governos de direita em Portugal: "aqueles que acham que enfraquecendo o PS ganha alguma coisa, aprendam a lição da História. Sempre que o PS se enfraqueceu, foi a direita a governar. Se nós queremos a esquerda a governar, a obrigação é fortalecer o PS".

"Está em jogo quem vai governar e só há duas forças que podem governar: ou o PS ou a direita, essa é a escolha", declarou o secretário-geral socialista. "O PS quer um país moderno, tem essa ambição da mudança, da transformação, de andar para a frente e avançar. Mas queremos fazê-lo com toda a gente a bordo, não queremos deixar ninguém na beira da estrada, não queremos deixar ninguém para trás".

*Mediante este discurso cor-de-rosa o Primeiro Ministro mostra-se convenientemente desinformado ou "esquecido" da acções do partido que representa (PS). Foi justamente com o PS, na altura com Mário Soares à cabeça do governo, que Portugal registou uma inflação que ultrapassou os 24% e o défice rompeu a barreira impensável dos 12%, O "Portugal socialista" de então (finais de 70, inícios dos anos de 80) viveu literalmente as custas das estruturas do Estado Novo (deixadas por Salazar) e empréstimos do FMI. A crise económica e social provocada pela esquerda socialista de então, só pode ser igualada à que vivemos actualmente, onde a nossa dívida externa que havia sido reduzida nos mandatos de Cavaco Silva atinge novamente níveis monstruosos!
-Há menos desigualdadaes?
-Em quê?
-Portugal tinha ricos (razoavelmente ricos) uma enorme classe média e como em qualquer sociedade, "pobres" embora esses não morressem de fome ou nem dormissem nos portais.

Agora temos uma classe de novos Super-Ricos (todos com fortunas de origem duvidósa) e o restante são desempregados e sustentados do rendimento mínimo, as cidades estão pejadas de sem-abrigo, vagabundos a viver nas entradas dos prédios ou nas ruínas da baixa, nunca se viu tantos drogados, criminosos a passar droga ou a assaltar em plena luz do dia e demais escumalha social.
É este o Portugal socialista, são estas as reais "igualdades" progressistas de esquerda.

Ficou esquecido no discurso "MAIS 150.000 EMPREGOS" para tentar corrigir os 600.000 desempregados vítimas destes aldrabas de esquerda. PS RUA!!! Volta PSD que estás perdoado.
Zé Povo a 17 de Julho de 2009 às 22:47

BLOG
Image and video hosting by TinyPic
CÓDIGO PARA PARCERIAS
PARCEIROS
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Photobucket
Image and video hosting by TinyPic
INFORMAÇÕES ÚTEIS
VHSDVD
Photobucket
PETIÇÕES
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Não aconselhamos o uso do Google Adsense
Image and video hosting by TinyPic
comentários recentes
Os 46 administradores não ganharam sei vezes mais,...
Nao se compreende como estando Portugal numa situa...
Nem tanto ao mar nem tanto à terra. Nem pau duro n...
Grandes Varzeenses..........qualquer dia há mais. ...
Deves ser filho de algum deputado... (Substituir d...
Eu acho que vocês são é uns invejosos, porque não ...
Um carro em leasing fica por várias vezes acima do...
Devias passar fome cm muitos passam, que logo vias...
So o fazem porque "NÓS" deixamos!!!! Porque vergon...
Outro realmente... Não interessa se o preço a paga...
mais sobre mim
pesquisar
 
VISITAS
Contador de acessos
Download Windows Live Messenger Windows Live Messenger
TRADUTOR
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16

20
21
22
23
24
25

28
29
30
31


blogs SAPO