O Portugal actual... Governado por incompetentes, demagogos, invertidos e mesmo criminosos. Todos subproduto Abrilino. Todos "democratas" da treta cada vez mais ricos num País cada vez mais miserável, imerso na imoralidade e no crime.

30
Mai 09

 

 

 

 

[O+Certificado+de+Incompetencia+do+Socialismo+nascido+do+25+de+Abril..bmp]




 

«Os Secretários- Gerais do Partido Comunista Português (PCP) e Partido Socialista (PS), juntamente com outros membros dos Partidos, reuniram-se em Paris em Maio de 1973 para estudarem as possibilidades de canalizarem o descontentamento então evidente em certos sectores das Forças Armadas Portuguesas no sentido de estruturarem um movimento militar capaz de derrubar o Governo Português. Desde o início, o PCP provou ser tão altamente organizado e conhecedor da situação que maravilhou e convenceu o PS a juntar-se ao movimento.
O PCP tinha fichas detalhadas de todos os oficiais portugueses e contava com um número surpreendente de membros e simpatizantes nas Forças Armadas e nos sectores de Serviço Publico. O Secretário - Geral do PCP decidiu, contudo, por razões óbvias, que não se aventuraria em certas actividades para evitar que riscasse a posição que tinha adquirido. Portanto, delegou no PS, então praticamente desconhecido e por consequência menos susceptível de causar suspeita, a responsabilidade de fazer o trabalho sujo. O PS atacou as medidas do Governo Português enquanto o PCP generosamente financiou as operações. Moscovo, a fonte desses fundos só impôs uma condição:
- Independência imediata a todas as colónias portuguesas e transferência das respectivas soberanias, sem eleições, aos movimentos pró-russos.

O acordo final, respeitante às condições impostas pela Rússia foi assinado numa reunião a que compareceram cinco comunistas e quatro socialistas, no primeiro andar de um restaurante de Paris adjacente à Farmácia da Ópera.
Há quem afirme que o PCP ou O PS, mas não ambos, assinou o acordo final com a Rússia. Seja como for, o acordo tinha duas cláusulas:

1- Entrega de dinheiro: a Rússia contribuiria inicialmente com dois milhões de Dólares para financiar a organização do golpe de Estado que derrubaria o Governo Português.
2- Compromisso: o PCP e o PS comprometiam-se a dar Independência imediata às Colónias Portuguesas representadas na Reunião, para a ocasião pelo PAIGC, MPLA e FRELIMO.


O que sucedeu em Moçambique, Guiné, Cabo Verde e Angola foi de tal forma vergonhoso, que os responsáveis pela concessão da independência, só se atreveram a cobrir a sua traição a Portugal, e às populações locais, com loucas generalidades de óbvio cultivo soviético. Os partidos opostos à FRELIMO em Moçambique, ao PAIGC na Guiné e Cabo Verde e ao MPLA em Angola foram perseguidos e por decisões totalitárias e fascinantes, proibidos de defender os ideais que sustentavam.»

In Newsletter – Boston
Mass-USA – Agosto de 1976
Volume I – N.º 2

Políticos «Democratas Sérios e Responsáveis»... é o Socialismo Travesti.

 


O 25 de Abril de 1974 foi extremamente útil a classe política, quase toda ela composta por incompetentes, corruptos e mesmo criminosos que foram libertados das prisões aquando a pseudo-revolução.

A Classe política enriqueceu de forma inacreditável nos últimos quase 35 anos, ordenados altissimos, subsidios para tudo e mais alguma coisa, direito a viaturas de luxo pagas com o dinheiro dos nossos impostos, reformas na totalidade ao fim de 8 ou 10 anos a dormir na Assembléia da Républica, isto muitas vezes acrescido de crimes como "desvios" leia-se roubos, de milhões que acabam sempre por ficarem sem julgamento ou com pena suspensa.

O Povo nunca esteve tão na miséria como com este Governo PS espero é que não se encoste ainda mais a esquerda, pois foi a esquerda (PCP e PS) que em 1974 conduziram o navio a este porto ou já esqueceram?

Em relação ao BE... num País sério e com um mínimo de moral nem seria considerado partido político... o problema é que a direita desapareceu pelo menos a direita séria... o PSD pouco melhor será que o PS e o CDS já foi Democracia Cristã... por isso correr com todos parece a única opção.

 

 


publicado por Admin às 18:55

Recebido por email:

Importância: Alta

 
O PAÍS INTEIRO
PRECISA DE SABER
 
 
 
 
 
Com 46 anos... Inapto por Junta Médica... Hein!... Diz-se ainda que com reforma de 35 000 Euros mensais... O nosso problema continua a ser a distribuição de riqueza...
O problema não está nos funcionários públicos...
 
 
O tempo o dirá...
 
 
 
 
 
Afinal foram só 9732 milhões!!!
 
 
***
As notícias que dão conta da desumanidade das juntas médicas são manifestamente exageradas. Afinal há quem não se queixe das mesmas.
Ontem mesmo, em carta enviada ao Público, Paulo Teixeira Pinto indica que passou 'à situação de reforma em função de relatório de junta médica'.Certamente ainda mal refeito da forma como foi corrido do BCP e da Opus Dei, este banqueiro de 46 anos foi considerado inapto para o trabalho, apesar de já ter arranjado um cargo numa consultora financeira.
Teixeira Pinto nega ter recebido 10 milhões de euros de 'indemnização pela rescisão do contrato' com o BCP, garantindo que "apenas" recebeu a 'remuneração total referente ao exercício de 2007'- 9.732 milhões de euros em 'compensações' e 'remunerações variáveis'. Estas juntas médicas são as mesmas que recusam reformas a Professores com Cancro....
Mas o Governo não sabe disto ? - Claro que sabe e até incentiva... hoje ele amanhã eu...
Façam andar até isto chegar a alguem decente...

 
 
«Para já, estou a pensar seriamente em recusar esta promoção e os 48 mil euros. Recuso, assim não, não quero», declarou Otelo à Agência Lusa, em Almalaguês, Coimbra, onde participou num debate com alunos do ensino secundário sobre os 35 anos do 25 de Abril.

Otelo Saraiva de Carvalho recusa o que classifica de «aparente benesse política» e frisa que o seu caso «não se aplica à reconstituição de carreiras».

«O que eu quero é que a minha instituição, com uma portaria assinada pelos ministros da Defesa e das Finanças, reponha a verdade perante os factos, não há aqui benesse nenhuma por parte do Estado, é um direito que me assiste e reclamo», frisou.

O capitão de Abril afirma que «não se sente, de facto, recompensado por esta aparente abébia que dada pelo Governo» e fala numa «injustiça muito grande» para com ele.

«Esta aparente benesse que me é dada pelo Governo é completamente falseada, aceito isto muito mal, não concordo com isto. Há aqui uma injustiça muito grande em relação a mim», disse.
Otelo Saraiva de Carvalho disse que está a pensar «arranjar um advogado que resolva lutar» com ele pelos seus direitos.

«O Provedor de Justiça, que está em banho-maria, à espera de ser rendido, já pensei ir ao Provedor de Justiça, ao Tribunal Europeu», acrescentou.

Otelo Saraiva de Carvalho entende que o seu caso «não tem nada a ver com a reconstituição de carreiras» e frisa que, a partir do momento em que foi ilibado do processo das FP-25 deixou de estar na situação de «demorado» e, como tal, deveria ter sido logo promovido pela antiguidade.
«Vou ver se ponho, com um advogado, uma acção contra o Estado, o que não queria, nunca mexi em nada que pudesse prejudicar o prestígio da minha instituição, do Exército, mas tenho de reagir de alguma forma», afirmou.

Otelo reclama a promoção de tenente-coronel a coronel por antiguidade, com efeitos a 1985, altura em que os oficiais do seu curso terão sido promovidos àquele posto.

«No final de Setembro de 2003 fiquei completamente ilibado de quaisquer acusações referentes ao processo das FP-25. A partir daí, legalmente, pelo Estatuto das Forças Armadas, devia ter sido promovido a coronel no dia seguinte, reportando a minha antiguidade e com efeitos retroactivos, em termos de vencimentos, a 1985», declarou.

O líder operacional do 25 de Abril sublinha que chegou a enviar um requerimento ao Chefe de Estado Maior do Exército de então, 20 meses após ter sido ilibado no processo das FP-25, a questionar a razão da sua não promoção.

«Fiz um requerimento ao Chefe de Estado-Maior do Exército a dizer: ‘Eh pá, esqueceram-se de mim? Agora surge-me, de repente, inopinadamente, de surpresa esta promoção», declarou.
A Comissão de Reconstituição de Carreiras que propôs esta semana a promoção de Otelo Saraiva de Carvalho a coronel sugeriu mais algumas dezenas de nomes, contudo o Ministério da Defesa Nacional aprovou apenas mais sete militares.

Além de Otelo Saraiva de Carvalho, foram promovidos a coronel, pelo Ministério da Defesa Nacional, os militares Vítor Afonso, César Neto Portugal, José Borges da Costa, Antero Ribeiro da Silva, Ângelo Sousa e Aniceto Afonso, e ainda António Vicente, a sargento-mor.
 
Ameaçou fuzilar os Portugueses no Campo Pequeno em Lisboa em Junho de 1975 e passou cerca de mil mandatos de prisão EM BRANCO ao cuidado de Álvaro Cunhal para que o PCP (Partido Comunista Português) aprisiona-se quem quer que fosse, sem qualquer justificação!!!!

 


 
 
Para os jovens que não conhecem o passado deste "Grande Capitão".

 

AS Forças Populares 25 de Abril (FP-25) foram uma organização terrorista de extrema-esquerda que operou em Portugal entre 1980 e 1987.

Parte dos seus militantes procediam das antigas Brigadas Revolucionárias. Mataram 18 pessoas e pelo menos um bébé em atentados a tiro e a bomba e em confrontos com a polícia durante roubos a bancos e tentativas de fuga, praticaram entre muitos dos seus crimes, extorsões a empresas. O julgamento dos seus crimes foi incompleto, por prescrição do processo judicial.


A figura mais conhecida vinculada às FP-25 foi Otelo Saraiva de Carvalho.

Otelo Nuno Romão Saraiva de Carvalho (Lourenço Marques, 31 de Agosto de 1936) é um ex-militar português, estratega do 25 de Abril.


Foi capitão em Angola de 1961 a 1963 e também na Guiné entre 1970 e 1973, sendo um dos principais dinamizadores do movimento de contestação ao Decreto Lei nº 353/73, que deu origem ao Movimento dos Capitães e ao MFA.


Era o responsável pelo sector operacional da Comissão Coordenadora do MFA e foi ele quem dirigiu as operações do 25 de Abril, a partir do posto de comando clandestino instalado no Quartel da Pontinha.


Graduado em brigadeiro (o que no Brasil equivale a general de brigada), foi nomeado Comandante-adjunto do COPCON e Comandante da região militar de Lisboa a 13 de Julho de 1974, tendo passado a ser Comandante do COPCON a 23 de Junho de 1975 (cargo que na prática já exercia desde Setembro de 1974). Foi afastado destes cargos após os acontecimentos de 25 de Novembro de 1975.


Fez parte do Conselho da Revolução desde que este foi criado, a 14 de Março de 1975, até Dezembro de 1975. A partir de 30 de Julho do mesmo ano integra, com Costa Gomes e Vasco Gonçalves, o Directório, estrutura política de cúpula durante o V Governos Provisório na qual os restantes membros do Conselho da Revolução delegaram temporariamente os seus poderes (mas sem abandonarem o exercício das suas funções).


Conotado com a ala mais radical do MFA, viria a ser preso em consequência dos acontecimentos do 25 de Novembro. Solto três meses mais tarde, foi candidato às eleições presidenciais de 1976.Volta a concorrer às eleições presidenciais de 1980.


Na década de 1980 passou a liderar a organização terrorista FP-25[1].


Em 1985, tendo sido julgado e condenado em tribunal, foi preso pelo seu papel na liderança das FP-25 de Abril, responsáveis pelo assassinato de 17 pessoas nos anos 80. [2]


Foi libertado cinco anos mais tarde, após ter apresentado recurso da sentença condenatória, ficando a aguardar julgamento em liberdade provisória.[3]


Em 1996 a Assembleia da República aprovou o indulto, seguido de uma amnistia para os presos do Caso FP-25.

 
 
 

 COPCON, FP- 25 e outros dos Loucos de Abril.

 

 


As principais causas fracturantes do Governo socialista são a mentira o deboche e a degradação.
Quando se fazem leis contra a vida humana é um precedente que não podemos consentir para, depois, fazerem outros direitos ou se ofenderem outros direitos das pessoas em nome do Estado absoluto.

 


Uma exposição sobre a "evolução" de Portugal nas mãos dos neopolíticos, todos subproduto Abrilino.
35 anos de saque ao Povo Português.

BLOG
Image and video hosting by TinyPic
CÓDIGO PARA PARCERIAS
PARCEIROS
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Photobucket
Image and video hosting by TinyPic
INFORMAÇÕES ÚTEIS
VHSDVD
Photobucket
PETIÇÕES
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Não aconselhamos o uso do Google Adsense
Image and video hosting by TinyPic
comentários recentes
Os 46 administradores não ganharam sei vezes mais,...
Nao se compreende como estando Portugal numa situa...
Nem tanto ao mar nem tanto à terra. Nem pau duro n...
Grandes Varzeenses..........qualquer dia há mais. ...
Deves ser filho de algum deputado... (Substituir d...
Eu acho que vocês são é uns invejosos, porque não ...
Um carro em leasing fica por várias vezes acima do...
Devias passar fome cm muitos passam, que logo vias...
So o fazem porque "NÓS" deixamos!!!! Porque vergon...
Outro realmente... Não interessa se o preço a paga...
mais sobre mim
pesquisar
 
VISITAS
Contador de acessos
Download Windows Live Messenger Windows Live Messenger
TRADUTOR
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28



blogs SAPO