O Portugal actual... Governado por incompetentes, demagogos, invertidos e mesmo criminosos. Todos subproduto Abrilino. Todos "democratas" da treta cada vez mais ricos num País cada vez mais miserável, imerso na imoralidade e no crime.

13
Fev 10
Face do 1.º Ministro, líder do pior Governo existente desde que o PS esteve no poder com Mário Soares na cabeça
Crise. Face aos apelos, oriundos do PSD, para que Sócrates saia, Silva Pereira deixou o aviso: "Esses assuntos resolvem-se nas eleições"


Uma frase de Pedro Silva Pereira, ministro da Presidência, sinalizou ontem, com clareza, que o PS recusa uma sucessão de José Sócrates como primeiro-ministro sem eleições legislativas (o que aconteceu quando Durão deu lugar a Santana Lopes, em 2004).

Comentando, no final do Conselho de Ministros, uma entrevista de António Capucho à Antena 1, onde o dirigente "laranja" e conselheiro de Estado defendeu que o PS deveria indicar uma personalidade para substituir Sócrates na chefia do Governo, Silva Pereira, citado pela Lusa, afirmou: "Que uma das figuras mais destacadas do PSD não queira que Portugal seja governado por este primeiro- -ministro, isso é muito compreensível, mas esses assuntos resolvem-se nas eleições." Acrescentando: "Quanto a saber quem é ou deixa de ser o secretário-geral do PS, é uma coisa que cabe ao PS resolver e, tanto quanto sei, é o PSD que está agora encarregado de resolver o seu problema interno."

O cenário de uma substituição de Sócrates por outra personalidade do PS à frente do Governo começa a ser objecto de especulações no interior do partido. Cresce a convicção de que o líder socialista está em trânsito da condição de solução para a condição de problema. António Costa, Vieira da Silva, Luís Amado, Teixeira dos Santos e também Francisco Assis, líder parlamentar, têm sido alguns dos nomes referidos. Além de António José Seguro, que nunca foi apoiante de José Sócrates.

Quinta-feira à noite, na Quadratura do Círculo (SIC Notícias), António Costa, n.º 2 do PS, desafiou os seus oponentes (Pacheco Pereira, do PSD, e António Lobo Xavier, do CDS) a serem consequentes: "Não estão satisfeitos com o primeiro-ministro? Porque não apresentam uma moção de censura?"

A aprovação de uma moção de censura implica, automaticamente, a demissão do Governo. Mas a demissão do Governo, por sua vez, não implica necessariamente eleições. O Presidente da República poderá tentar um novo Governo do PS (com outro primeiro-ministro) ou encontrar outra solução no Parlamento ou ainda apresentar um Governo de iniciativa presidencial.

Ontem, Pedro Silva Pereira comentou também a edição do Sol. Sublinhou que tanto o procurador-geral da República (PGR) como o presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) concluíram que não havia motivo para dar andamento à a suspeita de "atentado ao Estado de direito". Estas duas instâncias concluíram "não apenas pela inexistência de uma factualidade que pudesse justificar um qualquer procedimento criminal, mas também em relação à inexistência de um plano gizado pelo primeiro-ministro ou pelo Governo no sentido do controlo da comunicação social". Acrescentando, num comentário já à substância das novas escutas ontem divulgadas pelo semanário: "As escutas que foram divulgadas de forma alguma desmentem essas conclusões [do PGR e do presidente do STJ]. Uma coisa são os elementos e as conclusões a que terá chegado um juiz de instrução em Aveiro, outra coisa são os elementos e conclusões a que chegaram os responsáveis pela justiça nas suas mais altas instâncias", sublinhou o ministro da Presidência.

As vozes governamentais multiplicaram-se no controlo de danos. Jorge Lacão (Assuntos Parlamentares) reafirmou a intervenção de Pedro Silva Pereira. E Alberto Martins (Justiça) voltou a sublinhar a importância de separar política e justiça.
 


A Comissão Parlamentar de Ética já tem datas marcadas para ouvir Rui Pedro Soares (administrador da PT indicado pelo Governo) e Paulo Penedos (seu assessor jurídico e arguido no processo "Face Oculta") no âmbito de uma série de audições, que se iniciarão na próxima quarta-feira, sobre "liberdade de expressão". Paulo Penedos será ouvido dia 24 e Rui Pedro Soares no dia seguinte.


Os dois têm sido apresentados como peças-chave na PT numa operação, alegadamente conduzida por José Sócrates, visando a entrada na operadora da Media Capital, tendo em vista o afastamento de José Eduardo Moniz e Ma- nuela Moura Guedes da TVI.

Para a mesma semana estão já agendadas outras audições: no dia 23 os directores do Sol e do JN (José António Saraiva e José Leite Pereira, respectivamente); no dia 24 também Henrique Monteiro (director do Expresso). E no dia 24 João Maia Abreu, director de informação da TVI quando José Eduardo Moniz dirigia a estação.

Enquanto isto, o PCP fez aumentar a pressão para que o Parlamento desencadeie uma comissão de inquérito. António Filipe, deputado comunista, considerou as escutas publicadas no Sol como "preocupantes" e reiterou a importância do Parlamento para investigar uma eventual "operação" de interferência nos media e uma situação de "promiscuidade" entre o poder político e económico. "É algo que deve ser de facto investigado pela Assembleia da República, tem relevância política obviamente para tal", afirmou.

Para já, todavia, estão apenas agendadas as audições sobre "liberdade de expressão" na Comissão Parlamentar de Ética. Elas iniciar-se-ão na próxima quarta-feira, 17, com José Manuel Fernandes (ex-director do Público) e Mário Crespo (pivot da SIC Notícias).

No dia seguinte será a vez de comparecerem na Assembleia da República o director do Diário Económico, António Costa, e de Arons de Carvalho (ex-deputado do PS e professor universitário de comunicação social). Para sexta- -feira, dia 19, estarão na Assembleia Armando Vara (arguido no caso "Face Oculta", ex-ministro do PS, administrador suspenso do Millenniumbcp) e a jornalista do semanário Sol Felícia Cabrita.

Entre os nomes aprovados para serem ouvidos - mas ainda não agendados - estão os de José Eduardo Moniz e
Manuela Moura Guedes.


comentários recentes
Os 46 administradores não ganharam sei vezes mais,...
Nao se compreende como estando Portugal numa situa...
Nem tanto ao mar nem tanto à terra. Nem pau duro n...
Grandes Varzeenses..........qualquer dia há mais. ...
Deves ser filho de algum deputado... (Substituir d...
Eu acho que vocês são é uns invejosos, porque não ...
Um carro em leasing fica por várias vezes acima do...
Devias passar fome cm muitos passam, que logo vias...
So o fazem porque "NÓS" deixamos!!!! Porque vergon...
Outro realmente... Não interessa se o preço a paga...
mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

22
23
24
25
26
27

28


blogs SAPO